quinta-feira, 19 de agosto de 2010





















foto by mala_lesbia_DeviantarT


Eu só sei que amo verdadeiramente
depois de ter esbarrado nas imperfeições do outro,
depois de ter conhecido sua pior faceta e mesmo assim
continuar reconhecendo-a como parte
a que não posso renunciar.





Padre Fábio de Melo

Um comentário:

Louella Trindade disse...

É realmente isso que é amor! Esbarrar nas imperfeições alheias e mesmo assim não consegui se desligar. Uma doce noite e um beijinho da vida ;*