domingo, 15 de novembro de 2009

Mas se ainda existir...


By-soulofautumn87-DeviantarT

...dentro de você alguma esperança, eu preciso demais
que você me abrace e me faça sentir aquilo novamente.
É fácil, basta você querer, eu ainda quero tanto. (...)
Eu preciso sentir que você ainda sente,
eu preciso que o seu coração dê um choque no meu,
eu preciso saber que seu peito ainda aperta um pouco
quando eu vou embora e se espalha
como borboletas nas veias quando eu chego.


Tati Bernardi

2 comentários:

Pétala disse...

Que palavras tão lindas. Infelizmente, no amor e na guerra, a lei é a mesma: basta um não querer. Bem, ainda assim, podemos cultivar a esperança, é ela que nos deixa vivos.

Beijos e pétalas.

Sylvio de Alencar. disse...

Ter o sangue espalhado como borboletas ao chegar da querida de nosso coração..., é uma bênção.