segunda-feira, 29 de junho de 2009



A felicidade é um susto.
Chega na calada da noite, na fala do dia,
no improviso das horas.
Chega sem chegar, insinua mais que propõe...
Felicidade é animal arisco.
Tem que ser admirada à distância
porque não aceita a jaula que preparamos para ela.
Vê-la solta e livre no campo,
correndo com sua velocidade tão elegante
é uma sublime forma de possuí-la.


Fábio de Melo

2 comentários:

Déia disse...

Muiito lindo!!!
Mas apesar do susto, é tão bom qdo a felicidade chega, né? bj

Annah. disse...

se gostar do meu blog acompanha?
beijos.