domingo, 21 de junho de 2009

Falta Absoluta de Você




Hoje eu queria sentar na varanda...
Quietinha, em silêncio absoluto de alma
Ouvir o som da chuva caindo...
Das folhas em movimentos...
Do vento forte no céu vazio.

Hoje eu queria escutar meus medos...
Descobrir que apenas meus desejos estão ocultos
Os segredos expostos em minha mente...
Em indecifráveis contornos para esconder-se.

Hoje eu só precisava de uma palavra
Um som vindo de longe...
Escondido quem sabe, nas gotas da chuva...
Ou no colorido do arco-íris.

Hoje, hoje e hoje...
Só queria ouvir o silêncio do meu coração
Cansado, e também aflito...
Entristecido...
Frio...
Dolorido.

Hoje, e talvez, só hoje
Eu queria sentar no chão de pedra...
Olhar para o infinito...
E sentir você.

Ana €!¡sa


A poesia acima é de autoria de uma amiga
muito talentosa.
Parabéns lindinha
pela sensibilidade .

6 comentários:

Paraguaya disse...

Amada querida.
Sua amiga tem talento, a poesia é linda mesmo.

Um bom restinho de tarde pra você.

Beijos com carinho.

Priscila Rôde disse...

Lindissimo!

Nanda disse...

Hoje eu queria apenas ficar em silencio...
ouvindo as vozes que ressoam dentro de mim...
me fazendo crer que aquilo que vejo nao é tão disparatado daquilo que sinto....

Menina...
absoluatamente fabuloso poema
Amei...

beijos no coração

Teu Olhar... disse...

bom dia, lucy, linda amiga...

fiquei hiper, super feliz com o post e o recadinho q deixou junto...

obrigada, obrigada, obrigada...
por todo carinho q sempre tem...
use e abuse dos poemas, viu??

beijo
Ana...

Déia disse...

Parabens pela escolha da poesia, parabens a sua amiga!
Lido post! Amei

Lucy disse...

Ana ...eu admiro muitoooo quem sabe colocar em palavras seus sentimentos.
Eu infelizmente não sei escrever nem mesmo um versinho com rimas rs.Mas amo ler .

PS:E vou abusar sim rs...beijos!