quarta-feira, 15 de abril de 2009

Espera


Mas finjo de adulto,
digo coisas falsamente sábias,
faço caras sérias, responsáveis.
Engano, mistifico.
Disfarço esta sede de ti, meu amor que nunca veio
- viria?
virá?
- e minto não,
já não preciso.


Caio.F.Abreu

Um comentário:

Ric disse...

Não disfarça a sede não. Vai logo saciá-la na fonte.

Beijo.